ENTÃO, É ISSO?

DEZ AUTORES PARANAENSES LANÇAM COLETÂNEA DE CONTOS

ENTÃO, É ISSO? – é o título da coletânea de contos que dez autores estão lançando. Os 50 contos formam um painel variado do conto paranaense. São autores, em idades que vão do jovem iniciante ao veterano escritor na terceira idade, que escrevem com estilos e vozes próprias, em aprimoradas linguagens literárias.

“São bons escritores, bons contistas, dominam a arte e a técnica do conto. Cabe aos leitores responderem se eles farão sucesso em suas carreiras” – diz o editor José Marins, organizador da coletânea.

Na apresentação, Rodrigo Araujo afirma: “São dez escritores diferentes, todos construindo narrativas muito distantes umas das outras. O mesmo autor pode escrever narrativas totalmente distintas, ou também revelar uma coesão poética extrema, se limitando a explorá-la em várias perspectivas.”

A. A. de Assis, professor universitário e mestre trovador, explora narrativas bem humoradas de conteúdo interiorano, revelando uma familiaridade entre as pessoas há muito esquecida.

Consolação Soranço Buzelin, escritora e poeta, traz recursos da experiência obtida com a micronarrativa, personagens ansiosos, preocupados em resolver questões insolúveis, arredios a uma realidade cada vez mais hostil.

Fabiano Wunder, professor e músico, o jovem conta histórias inusitadas, ações inexplicadas e seres absurdos, momentos em que a vida dos personagens ganham dramas expressivos, como nos blues.

Fernando Buzzá Machado, bacharel em Direito, o jovem iniciante, aposta suas narrativas em cenas de uma realidade banalizada, desconfortável, com flagrante preocupação social.

Joana Rolim, professora universitária e dramaturga, dialoga com a arte teatral em seus contos. O drama de seus personagens-atores traz à cena apaixonadas relações entre homem e mulher.

José Marins, escritor e editor, utiliza a arte do diálogo entre personagens e sua experiência com o miniconto para desvelar vivências de filhos em crises da família atual, de onde colhe os dramas de seus contos ligeiros.

Lila Tecla, farmacêutica e premiada escritora, nos leva para conflitos de vida, funerais, adultérios, insanidades. Se “toda morte é uma estreia”, sua linguagem ficcional representa novas aberturas narrativas.

Lygia Lopes dos Santos, mestra em Letras, a escritora desenha tramas à beira do fantástico, seus contos adquirem um tom de fábula do cotidiano, têm o sabor das atuais lendas urbanas.

Regina Bostulim, jornalista e escritora, recupera o drama sobrenatural como se o cotidiano sofresse distorções especulares, personagens que saem de filmes clássicos ou convivem com celebridades do mundo pop.

Susan Blum, professora universitária e escritora, a estudiosa da obra do contista Júlio Cortazar explora intertextos, descreve espaços nos quais personagens vivem enredados, presos num senso de perigo.

Se o contista conta seu conto, o leitor aumentará um ponto em múltiplas possibilidades que a interação da leitura permite. As situações humanas retratadas nesses contos continuarão buscando novos narradores, a esses contistas coube narra-las em aguda percepção literária do mundo, espera-se que cada um conquiste os seus leitores, é para isso que se fez esta coletânea.

––––––

Serviço:
ENTÂO, É ISSO? – coletânea de contos
Curitiba: Araucária Cultural, 2012.
224 páginas.
À venda com os autores.